jusbrasil.com.br
19 de Setembro de 2019

Porte de arma para advogados

Projeto de lei será votado dia 20/11/18

Bruno Oliveira Minasi, Advogado
Publicado por Bruno Oliveira Minasi
há 10 meses

Após inúmeros esforços com Daniel Viela, Ronaldo Benedet, Alceu Moreira e João Campos, a CCJC da Câmara dos Deputados pautou o PL 704/2015: Votação ocorrerá dia 20 de novembro de 2018 a partir das 14h30min e será o item 26 da pauta.

A pauta do dia pode ser confirmada aqui: http://www.câmara.leg.br/internet/ordemdodia/integras/1692797.htm

É indispensável a presença do deputado membro da CCJC para que seja formado quórum mínimo e a votação iniciada. Sem a formação do quórum mínimo de 51 deputados, a votação não será iniciada.

Portanto, lembre de contatar os deputados do seu estado e para que compareçam na sessão do dia 20/11/2018. Os membros da CCJC podem ser consultados aqui: http://www2.câmara.leg.br/atividade-legislativa/comissoes/comissoes-permanentes/ccjc/conheca/membros

60 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

o negocio eh comprar arma e fodasse, esses lazarentos ficam de mimi mas os seguranças deles andam armados...essa OAB ta muito fraca.... continuar lendo

piada, não tinha o número de deputados necessários para votação. continuar lendo

Boa tarde Bruno,

Infelizmente o deputado Pompeo de Mattos, pediu vista ao PL 704/2015, como funciona agora?

Ele terá o prazo de 5 seções para devolver?

nos conte qual o próximo passo, por favor.

Rogério Monteiro continuar lendo

Enviei um e-mail para o gabinete dele, aconselho aos colegas a fazerem o mesmo, é um absurdo, este projeto ficou parado 1 ano, com tanto tempo esse Dep. Pompeo de Mattos pedir vista logo agora, o que tem para analisar nisso? Simples ele deve concordar ou não.
Fica postergando embromando a classe.

e-mail: dep.pompeodemattos@câmara.leg.br.. continuar lendo

Rogério, a vista foi uma estratégia. Como você deve ter visto, não havia qualquer deputado desarmamentista na CCJ ontem. Caso votassem ontem e Pompeo não pedisse vista, os deputados desarmamentistas poderiam recorrer da aprovação e aí o projeto estaria morto. Agora é aguardar a devolução da vista e votação. O projeto será aprovado mas precisamos LIGAR nos gabinetes e pedir que os deputados compareçam lá para votar sim! continuar lendo

Caro Bruno Oliveira,

Ok, obrigado pela explicação.

Pessoal, enquanto isso, vamos ligando nos gabinetes dos deputados para que após a devolução, ocorra a votação com o quorum suficiente.

Att.,

Rogério Monteiro continuar lendo

Caro Bruno Oliveira,

Existe a possibilidade de o deputado Pompeo de Mattos, devolver o projeto do PL 704/2015 ainda esse ano e seguir para votação?

Seria ainda possível o projeto ir a votação na CCJ ainda esse ano, ou terão que respeitar as 5 seções de prazo para que o PL seja devolvido e volte a ser pautado para votação?

Att.,

Rogério Márcio Dias Monteiro continuar lendo

É importante ligar no gabinete do Daniel Vilela, presidente da CCJ, para manter ele na pauta da próxima terça 11/12. Pelo que verifiquei, o PL será devolvido pelo Pompeo e votado nesse dia.

Ele TEM que ser votado ainda esse ano, se não já era.

Uma correção: O pedido de vista ocorreu porque no início da sessão, tinhamos maioria para aprovar o projeto. Porém, vários deputados favoráveis ao PL, deram presença e foram reunir com Bolsonaro. Como a reunião se estendeu, o PL estava pronto para ser votado e a Maria do Rosário percebeu a ausência de maioria favorável ao PL. Então, ela pediu que deputados do PT fossem lá para votar contra o projeto e enterrá-lo. Sem a vista solicitada, perderíamos. continuar lendo

Caro Bruno, Bom dia!

Você havia nos dito que recebeu informação que a PL 704/2015, seria colocada em pauta no dia 11/12/2018.

Pois bem, acabei de consultar a pauta de hoje, e a PL 704/2015, esta pautada para hoje, dia 10/12/2018, item 31, a partir das 15:00.

Vamos torcer para ser aprovada hoje.

Att.,

Rogério Monteiro continuar lendo

Nos resta aguardar agora. continuar lendo

Deve ser votado na sessão do dia 27/11. continuar lendo